sexta-feira, 27 de junho de 2008

Saudades do Cine Palace (6)


A direção do Palace era muito criteriosa na escolha de sua programação. Filmes como Dr. Jivago, Ben-Hur, Os Dez Mandamentos, O Homem Que Sabia Demais, Candelabro Italiano e Dio Come Ti Amo, mostravam a diversidade e o cuidado na seleção. Um dia eles erraram feio. A estréia de filmes no Cine Palace era sempre aos domingos e a primeira sessão era a coqueluche da cidade, quando se reunia toda a juventude. Domingo tinha que ter um novo filme, pois ir ao Palace, nesse dia, era sagrado, tal como ir à missa. Lançaram então, um filme musical mexicano. Como o aval era dado pela primeira sessão, a das 14 horas, o mesmo não foi aprovado, porque era um “abacaxi de primeira”. A anarquia dos espectadores foi generalizada. À cada cena musical, a platéia assoviava, gritava, ou começava a cantar sucessos da época, como as músicas de Roberto Carlos. O projecionista, a fim de conter a bagunça, acendia as luzes da sala de exibição, a platéia se acomodava e, quando as luzes eram apagadas, tudo recomeçava. De tanto acender e apagar, o mesmo resolveu deixar acesa todas as luzes da sala, até o final da sessão. Na segunda feira, o filme não estava mais em cartaz.
Armando Maynard

Um comentário:

Armando Maynard disse...

Visite o blog fetichedecinefilo.blogspot.com